Ideias para ir além

Dizem que a internet é um território livre, em que se encontra todo e qualquer tipo de informação (para o bem e para o mal). Mas reza a lenda que para ser ouvido (lido) na rede os textos devem ser enxutos, rápidos, pra não cansar o leitor e não fazê-lo perder tempo, reforçando a ideia de que o mais importante da vida hoje é a velocidade. Não importa se a rapidez precariza suas relações, seu cotidiano. Seja rápido. Leia rápido. Trabalhe rápido. Se atualize rápido. E nem pense em parar pra respirar! Que preguiça que eu ando disso…

É burro a gente acreditar que avanço tecnológico (muitíssimo bem-vindo, que fique claro) significa se escravizar pra ter, saber e viver tudo AGORA. É humanamente impossível. E cá entre nós, não é nem realmente necessário. Só nos torna uma legião de zumbis superficiais.

Quando finalmente resolvi criar o “Fale ao Mundo”, lembrei de alguns comentários que ouço sobre o uso da internet desde sempre: “Faça posts curtos”. “Foque em apenas um tema”. “Atualize a cada minuto”. “Dê o máximo de informação o quanto antes ao público”. Será? Até acredito que, dependendo do site, essas “verdades” aí tenham algum sentido. Mas não sempre. Não pra tudo.

A prova disso é que, após sair do último veículo que trabalhei, em julho, continuei escrevendo crônicas, algo que eu tinha iniciado lá alguns meses antes. Sem me preocupar muito em ter outro lugar específico pra publicar o que eu sentia e queria dizer, usei meu mural no Facebook pra postar os textos, sem maiores pretensões. E sempre muita gente leu. Sempre muita gente curtiu e comentou. E nunca eram textos curtos. Nunca eram informações enxutas. Sempre foram ideias para irmos além do que o cotidiano frenético nos permite observar. Ideias e situações que fazem parar pra pensar mesmo.

Então, me desculpem, mas não vou escrever pouco se acredito que tenho muito a dizer. Acho um erro subestimarem tanto o leitor, com base no discurso de que as pessoas só querem cada vez mais informações rápidas. Isso é apenas parte da comunicação. Não ela por inteiro. Há também um desejo enorme por conteúdos que as ajudem a enxergar outras possibilidades no mundo, a refletir.

Até desafio as empresas midiáticas, que no fundo mal sabem bem pra onde estão indo, mergulhadas em pesquisas disso e daquilo e pouco atentas às necessidades humanas, a reverterem o processo. Ao invés de oferecerem apenas aquilo que levanta a audiência (e aí entra qualquer coisa, qualquer bobagem mesmo), criem mais espaços para textos, imagens, infográficos, que ajudem o leitor a ampliar suas possibilidades para debater, sentir, mudar. Muita gente já cansou desse excesso de conteúdo fraco. Muito mais gente vai cansar. Passou da hora de voltarmos a oferecer qualidade. E se vocês, empresas, não fizerem isso, alguém vai fazer… Sem nem precisarem de sua ajuda… E olha, talvez até essa seja a maior graça…

Crédito da imagem: Cultura Inquieta

Anúncios

4 respostas em “Ideias para ir além

  1. Ah, Su, com relação aos conteúdos de qualidade, não é que “vão fazer” fora das empresas de comunicação. Já estão fazendo há tempos. Hoje, pouco me informo pelos veículos tradicionais. Blogs, Facebook e Twitter são minhas fontes preferenciais. As informações primárias muitas vezes ainda vêm dos grandes, por que para fazer jornalismo é preciso dinheiro, mas a análise não vem mais deles não.

    • Mas ainda não é uma maioria que busca essas análises fora dos grandes… Até porque, na real, ainda tem muita gente sem acesso à internet (ou que tenha acesso mais constantemente). E é caro, a tecnologia tem qualidade inferior se comparada a outros países… Falta muito, mas a gente chega lá!

  2. Como pegar um bolo delicioso e comer só um pedacinho, ter acesso apenas a textos rasos impede o leitor de saborear as palavras e, aqui entre nós, tem algo mais gostoso do que o gostinho de uma frase bonita?

    Tô acompanhando seu blog, Su. Adoro seus textos, são muito sinceros e me inspiram – até resolvi tentar postar mais nesse meu blog largado e esquecido. rs

    beijo,

    Aline.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s