Abra espaço no armário – e na vida

estantelivros

Nunca consigo fazer isso em dezembro. Com tantas festas e encontros de final de ano, acabo deixando as coisas meio fora de ordem em casa (acumulando com a baguncinha que já se fazia presente com a correria diária). Então, é em janeiro, logo em seus primeiros dias, o momento escolhido para olhar o armário e separar o que não uso mais pra doar. É quando tomo vergonha na cara e resolvo arrumar as gavetas de um jeito que nada fique embolado. Que respiro fundo ao encarar a estante de livros, seleciono alguns para serem doados e outros ganham a limpeza devida (e não só aquela espanada semanal rápida com um pano). Papeis também são picotados. E são tantos que as mãos chegam a doer com o movimento de rasgá-los. Joga caixa velha fora. Joga maquiagem velha fora. Vidrinho disso, pote daquilo. Xô, vão embora!

Dá um trabalhão. É cansativo. O resultado, porém, me dá um orgulhinho. “Muito bem, Suzane! Palmas pra você! Clap, clap, clap! Tudo quase no lugar!”, diz o meu inconsciente, animado. E ele me manda um “quase” porque é assim mesmo que gosto que as coisas em casa fiquem. No geral, meu kinder apê (lembra que já contei pra vocês que ele é pequeno?) não é aquela bagunça de não encontrar nada, de ter coisas espalhadas. Mas acredito que um lar com vida, onde as pessoas se sentem bem, precisa de detalhes fora do prumo, não pode exalar a perfeição. Pode ser coisa minha. Mas me parece que quando tá tudo muito correto demais falta vida ali. Deve ser até por isso que sempre acho que casa com criança é um lugar mais bonito, com brinquedos pelo chão e tal…

O lado bom de ter bastante coisa organizada é que você não perde tempo no dia a dia. Sabendo onde está o que você precisa, na hora que precisa, preciosos minutos do seu cotidiano são economizados – a serem investidos em momentos mais interessantes do que aquele em que você xinga a si mesmo dizendo “mas onde diabos foi parar a chave do carro?”, “cadê aquela camisa branca com detalhe no punho?”, “não sei do caderno com o conteúdo que preciso estudar pra prova!”. E aí, não adianta culpar o Saci. Dizer que foi ele quem sumiu com suas coisas ou que elas somem sozinhas. Seres inanimados não andam e você sabe disso.

Além de esticar seu tempo, a organização de coisas materiais pode também resultar na sensação de que a vida está se “encaixando”. Que agora você parte do zero pra recomeçar. O efeito emocional é positivo. Arruma uma gavetinha e volta aqui pra me dizer se você não se sente curiosamente bem. A ciência diz que quando cumprimos uma tarefa com sucesso nosso cérebro libera endorfina, hormônio que combate o stress e causa sensação de bem-estar. Olha aí mais um bom motivo pra colocar a mão na massa.

E já que é pra abrir espaço nos armários, podemos aproveitar o clima pra abrir espaço na vida… Deletar e-mail, sms, mensagem de Facebook que perderam a importância – ou precisam perder para o coração estar pronto pra outra. Liberar a alma de mágoas, raivas, tristezas… Limpar tudo! Assim como uma casa, você não precisa estar perfeito (quem o é?). Mas não pode ter no seu caminho empecilhos que atrapalhem os movimentos e não deixem chegar as novidades. Então, vai lá, coloca aquela camiseta surrada, o som alto e se joga num faxinão!

Crédito da imagem: Fucking Good Ideas

Anúncios

7 respostas em “Abra espaço no armário – e na vida

  1. Oi Suzane…! Perfeito! Sempre faço essa faxina! Sempre me ensinaram que precisamos renovar…dar espaço ao novo. Ja fiz a minha…! E estou tentando fazer a mais dificil… A faxina mental rs! Bj..e adorei seu post

    • Oi, Debora!! A faxina da casa é cansativa, mas a faxina mental é a a mais complexa mesmo. E leva mais tempo… O importante é ir limpando, nem que seja aos pouquinhos, né?! Bom sábado pra vc!!! Bjão

  2. Suzi, excelente post! Começo a minha “arrumação” em novembro, quando preparo a casa para o Natal. E tudo sem pressa… Afinal, janeiro a gente continua e depois já vai arrumando tudo para fazer o IR e jogar fora o 6º ano anterior. E como vc, gosto das coisas em ordem. E como vc, aprendi que algumas coisas fora da “ordem” dão vida à casa e a nós tb! E como vc, procuro colocar meus pensamentos em ordem e outros nem tanto… kkkkkkk. Recebi hoje seu cartão. Maravilhoooooossssssooooooo. Amei a foto e amei sua mensagem. Obrigada por me deixar fazer parte da sua vida. Beijinho carinhoso

    • De, sua linda!! Que bom que gostou do cartão!!! Tem todo carinho do mundo nele, posso garantir! 🙂
      Obrigada por ser parte tão importante da minha vida… E que em 2013 a gente se veja mais! Temos que nos “organizar” pra isso… rsrsrs…
      Bjokas e bom domingo!!

  3. É um belo exercício de desapego. O problema são as lembranças que certos objetos dos quais vamos nos livrando trazem de volta… Em minha última limpeza de armário, resgatei o último “poema” escrito, 20 anos atrás. A prática do jornalismo, infelizmente, privou-me de escrever coisas mais abstratas, escravo que me fiz do lead, pirâmide invertida e a tal da objetividade. E, de quebra, me remeteu a um tempo em que havia muito de ingenuidade e idealismo em meu ser, e a constatação, de certa maneira triste, de que perdi um pouco daquele doce romantismo da juventude. Mas, por outro lado, o reencontro desse texto e desse “eu” perdido me fez voltar ao garoto cá escondido e, quer saber, me senti muito melhor depois…

    • De repente, foi um chamado a trazer um pouco mais do menino que você foi… Claro, não podemos fazer isso o tempo todo. Viver do que fomos no passado… Mas podemos tentar preservar ou resgatar o que de melhor tivemos. Eu ando bem nesse processo… Nem sempre é fácil. Mas tá valendo a pena… Sei de um blog aí parado desde agosto que pode ser um (re)começo… 🙂
      Bjão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s