Palavras que dizem tudo. Perguntas sem respostas

beforemidnight

O último post da semana deixo por conta de um poema que eu adoro. Não é de ninguém conhecido, não. Mas do primeiro filme de uma trilogia que conta a história romântica do americano Jesse e da francesa Celine a cada nove anos. O poema é de “Antes do Amanhecer” (Before Sunrise), quando eles se conhecem. “Antes do pôr-do-sol” (Before Sunset) é um reencontro. E o filme que está atualmente em cartaz é “Antes da Meia-Noite” (Before Midnight) que mostra, afinal, o que aconteceu nove anos depois deles se reencontrarem. Não vou contar pra vocês, claro.

Gostei de todos os filmes. Mas é o poema do primeiro que me inspira até hoje… Leio e assisto a cena (o link tá lá no fim do texto) vez por outra. Aliás, pra mim uma das cenas mais bonitas do cinema. São palavras que dizem tudo. São palavras que expressam aquilo que a gente sente – mas que a gente não diz de fato. São aquelas perguntas que ficam sem resposta… E quantas vezes não é assim? Será que precisa ser assim?

Espero que vocês se inspirem também…

Daydream, delusion, limousine, eyelash
Oh baby with your pretty face
Drop a tear in my wineglass
Look at those big eyes
See what you mean to me
Sweet-cakes and milkshakes
I’m delusion angel
I’m fantasy parade
I want you to know what I think
Don’t want you to guess anymore
You have no idea where I came from
We have no idea where we’re going
Latched in life
Like branches in a river
Flowing downstream
Caught in the current
I’ll carry you
You’ll carry me
That’s how it could be
Don’t you know me?
Don’t you know me by now?

****
Sonhar acordado, desilusão, limousine, cílios
Ah, querida, com seu lindo rosto
Derrame uma lágrima no meu copo de vinho
Olhe para esses grandes olhos
Veja o que significa para mim
Bolos doces e milkshakes
Sou um anjo desiludido
Sou um desfile de fantasias
Quero que saiba o que penso
Não quero que adivinhe mais
Você não sabe de onde eu vim
Nós não sabemos para onde vamos
Jogados na vida
Como afluentes de um rio
Flutuando rio abaixo
Pegos pela corrente
Eu te levo
Você me levará
É como poderia ser
Você não me conhece?
Não me conhece até agora?

http://www.youtube.com/watch?v=kLj8DxvRKuM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s