Observe as entrelinhas

caráter

Tenho a mania de sempre acreditar, logo de cara, no melhor de cada um. Pra mim, as pessoas são boas até que provem o contrário. Há quem canse de dizer que minha postura deveria ser justamente a inversa: ninguém é confiável até que prove o contrário. Mas ainda não consigo. E nessas eu acabo me decepcionando umas tantas vezes. Porque se tem uma coisa que a vida já provou é que existe um tanto de gente por aí com o que eu batizei de “caráter elástico”.

É o sujeito muito legal – desde que a situação seja constantemente favorável a ele, por exemplo. É também o indivíduo que se diverte em dar alfinetada disfarçada de elogio, que não dá a mínima em passar por cima nem de amigo pra conquistar algo e mostrar pra si mesmo o quanto é demais (e aqui ele aparece todo camarada, minimizando a importância da situação). Ah! Ele também minimiza os seus problemas, dizendo que tudo vai se resolver logo – e não perde um minuto sem contar vantagem, ignorando suas dores. Seria o famoso “duas caras”?

A insensibilidade dessa pessoa, no fundo, sempre esteve lá, da hora que você a conheceu até a última conversa que tiveram, mensagem que trocaram. É bem impulsionada pela vaidade. É bem baseada em insegurança. É um forte disfarce para a inveja. Mas tudo isso sempre esteve lá. Faça um breve retrospecto de momentos em que você teve uma leve sensação de mal estar com uma postura ou algo que a pessoa disse. Sem neuras. Também detesto gente com mania de teoria da conspiração.

Mas o que eu falo aqui é de uma atitude egoísta constante, mas camuflada com maestria por uma falsa simpatia. Observe nas entrelinhas. Porque não há ninguém verdadeiro que seja feliz, vitorioso e calmo o tempo todo. Alguma coisa tá errada. Olha bem… Tem um quê de falta de naturalidade, sabe? Tem a ganância (de dinheiro, poder, status) disfarçada de ambição saudável de quem corre atrás. Buscar reconhecimento e prosperidade é legítimo. Considerar todo e qualquer meio e método, embora duvidosos, pra chegar lá, não.

Eu ainda prefiro o devagar e sempre, o dormir com a consciência tranquila, o torcer genuinamente pela felicidade dos outros. Qualquer coisa construída desconsiderando o caráter é um castelo de cartas. E pra um castelo assim cair basta uma leve e certeira brisa.

Crédito da imagem: Kit Básico da Mulher Moderna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s