Família imperfeita cheia de perfeições

família imperfeita:perfeita

Essa semana recebi um comentário carinhoso aqui no blog sobre o post que falava dos benefícios de tomar sol e andar na praia. A Nazaré, que é mãe de uma amiga querida, acompanha o Fale ao Mundo assiduamente desde o começo. Virou minha amiga também. Disse que achava bonita a maneira como eu me referia à minha família em vários textos. Como recordo nos meus escritos muitas coisas que vivi pra exemplificar situações que acontecem na vida de todos nós, acabo realmente relembrando momentos especiais (e até difíceis) ao lado das pessoas que amo.

Família margarina?! Nada disso!! Aliás, desconfio profundamente de quem não tem um arranca-rabo com pai, mãe, irmãos, filhos, tios, primos, sogro, sogra, genro, nora, cunhados volta e meia. É natural. É saudável. É bem humano. Simplesmente porque onde tem gente tem bagunça. Tem pensamento diferente. Tem desejos diferentes. Ninguém precisa concordar comigo, mas eu sempre tenho um pé atrás com quem não ficou de bico, emburrado, chateado com um parente. A questão é até que ponto manter a cara amarrada ou bater o pé que tem razão e “pronto, cabô”. Precisa mesmo? Vai fazer taaanta diferença assim? Pensa bem…

Claro, conheço pessoas que precisaram se afastar de familiares. Por uma questão de saúde emocional. E é legítimo. Ninguém deve aceitar ser humilhado, mal tratado, só porque a atitude vem de alguém da família. Porque deve respeito ao outro. Alto lá! Independentemente de idade, respeito todo mundo merece. Direito à opinião também. Que cada um aprenda a falar o que pensa e se mantenha preparado pra ouvir. Eu sei… É aí que começam as confusões na sua casa, né? Pensa bem… Não tô sugerindo que você deixe de se expressar. Fale. Uma vez. E deixe aquele que insiste no bate-boca falando sozinho. Funciona. Vai por mim. Foque sua energia de debate e convencimento para o ambiente de trabalho, a sociedade, a rede social.

Com os mais folgados basta colocar um limite sem dó nem piedade – e muito amor e desprendimento – que tudo dá certo. Família imperfeita é a regra. Não imagine o contrário. E que delícia jogar um olhar generoso sobre a sua família imperfeita e ver que ela é cheia de perfeições. Que deixa de lado as picuinhas pra se ajudar nas horas difíceis. Que brinda no Natal. Que dá aqueles conselhos que você pensa “céus…”, mas é com base no que a outra pessoa acredita de verdade ser o melhor pra você.

Acho que nosso maior problema é reclamar demais do que foi, do que passou. Mirar nas situações de desacordo. Meu filtro interno é para as coisas boas. É assim que tenho tão claramente dias felizes à minha frente quando fecho os olhos. Como consigo isso? Não sei se é uma disposição interna, genética, comportamental… Eu só acredito mesmo que não vale a pena perder tempo com chatice. Somos uma história breve. Então, que seja cheia de abraços e sorrisos dos nossos queridos.

Crédito da imagem: CSV

Anúncios

2 respostas em “Família imperfeita cheia de perfeições

    • Isso mesmo!! Eu também acho que a gente não deve guardar rancor – nem ter amnésia!
      Mas deixar cada coisa em seu devido tempo é lugar nos permite viver mais alegrias e dias melhores… 🙂
      Bjão e lindo fds pra ti!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s