Auto sabotagem

1457736_568085939930768_1146542074_n

Chegou a hora. Aquela. Que você quis, desejou, planejou. Até ensaiou. E então você… faz-dar-errado. Não fala o que esperava, não age como pensa. Como deve. Disfarça, inventa, foge, se esconde. Fica tímido, se intimida. Ah, auto sabotagem… Quem nunca? Eu sempre! Um clássico.

É duro admitir. Mas a gente enfia os pés pelas mãos. Bem na hora das mudanças profundas, as que podem trazer toda felicidade. Ou a gente chega a dar início ao trabalho, relacionamento, projeto, sonho. Entra nele. Concretiza. Só que na hora de manter a coisa funcionando, já era. O processo degringola porque repetimos os erros do passado. Ressuscitamos fantasmas, medos que deveriam estar enterrados.

Auto sabotagem é uma praga que fica à espreita, esperando o menor dos deslizes. Aguardando a recordação ruim dar uma passada de leve pela nossa infeliz cabecinha oca que, boba que é, ouve um tal de subconsciente – esse recalcado que insiste em guardar o que a gente tem que esquecer. Traumas, por exemplo. Tristezas. Decepções. É tudo parte da vida. A gente tem mais é que tirar lições desses momentos e cabô. Segue em frente, confiante. As novas e melhores chances sempre surgem. Não. Preferimos ficar às voltas com as dores e os receios de outrora.

Essa semana vi quatro amigos se auto sabotando escandalosamente. Sabe que não tem nada a perder. Sabe que tá projetando expectativas pessoais carregadas de dias que se foram que nada têm a ver com o presente. Sabe. Tá consciente. Mas prefere a via torta. A que tem certeza que vai machucar bem fundo, que vai trazer à tona o que já passou da hora de ficar bem resolvido. A que empurra para o precipício da chance desperdiçada.

A gente é esquisito demais. Teme ser feliz de verdade. Coisa estranha… Quando me percebo com o pé no processo de auto sabotagem, corro pra ler uma citação do Steve Jobs. É um trecho de um discurso que o empresário, criador da Apple, realizou para formandos da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos:

“Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que se tem algo a perder. Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração.”

Se você tá pensando “puxa, agora já me auto sabotei”, calma. A vida é generosa em oportunidades. Mas vê se presta atenção! E seja amável consigo mesmo. Você merece.

Crédito da imagem: CSV

Anúncios

2 respostas em “Auto sabotagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s