Meu vizinho pianista

piano-02 (1)

São oito da noite. Puxo a cadeira da mesa da sala, me coloco em frente ao notebook. Ele puxa a banqueta, se coloca em frente ao piano. Nos primeiros acordes que surgem no teclado do lado de lá, escrevo as primeiras palavras pelo teclado do lado de cá. Não escrevo religiosamente toda noite. Ele toca toda noite, como uma prece.

No começo pensei que era alguém ouvindo música bonita. Até o dia que percebi aquela interrupção de quem erra de leve a sequência, a nota que vinha depois. Descobri meu vizinho pianista. Não descobri ainda exatamente de qual apartamento. Mas vão ser oito badaladas e a melodia vazará entre as nossas paredes. Que sorte a minha!

Fim de semana ele toca também. Horário variado. Sempre inspira o que eu faço. Cozinhando, arrumando as roupas no armário ou só jogada no sofá, lendo, olhando pela janela. Nunca, porém, me decepciona. Toca bem, com sensibilidade. Excelente repertório, daqueles pra sonhar.

E ainda acerta tocando músicas como as da trilha sonora do filme francês gracinha “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” (https://goo.gl/fuHKXv). Vocês têm que ouvir! Foi tocando uma das faixas do filme que percebi ser um lindo piano de verdade!

Meu vizinho pianista (ou seria vizinha?) mal sabe o bem que vem fazendo, ajudando a me concentrar, a não perder prazos, a encantar cada linha dos textos. Sincronicidade. Bons sentimentos. Alquimia na mente e transformação no coração.

A gente tem sempre que buscar o que nos inspira, principalmente quando alguma tarefa ou situação não é nada inspiradora. Música me parece sempre um caminho. Realizar projetos que nos animem também, assim como encontrar aquele tempinho precioso para estar na companhia de quem é querido. São combustíveis pra recarregar as baterias, colocar a energia certa nos desafios, sem deixar que aquela galera com eterna nuvenzinha nublada sobre a cabeça, que não tá nada satisfeito(a) consigo mesmo(a) e projeta isso nos outros das mais diversas maneiras, influencie seu ânimo e/ou suas reações.

E também se policie! Às vezes, somos nós que não andamos bem com alguma coisa pontual e deixamos influenciar o resto. Analise, veja o que não tá legal, tome uma atitude a respeito, busque inspiração para superar o que for necessário. Não só vai blindar vibes esquisitas, como realizará sonhos bonitos e sentirá as emoções mais equilibradas. Inspire-se. Tem muito sol pra brilhar e espantar nuvenzinhas nubladas, inclusive as que nós mesmos criamos.

Crédito da imagem: UFRN

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s