Não vem fácil

pg2

Gostemos ou não, apoiando ou não, a Olimpíada do Rio está aí, batendo na nossa porta. E você pode até torcer pra tocha apagar como uma espécie de “protesto” (?!) contra o Brasil, a corrupção, a economia, tudo. Não é realmente, nem de longe, nosso melhor momento. Mas não negue. Quando vemos um atleta se superando, subindo ao pódio, lágrimas no rosto cansado e extasiado, emociona. Muito. Principalmente, especialmente, porque se tem um pessoal que serve de exemplo pra todos nós de que vale a pena perseverar, buscar nosso melhor, lapidar nossos talentos e acreditar nas nossas capacidades, com certeza são os esportistas.

Suas medalhas e seus troféus brilham. Encantam. Impressionam. Mulheres e homens que se veem recompensados com a aura de heróis que simples mortais como eu e você conferimos a eles. Com razão! Há, porém, um preço. Claro! Sempre há. Temos que abrir mão de algumas coisas para alcançarmos outras. Pelo menos por um tempo. Não existe vitória, diploma, vida financeira estável, sonhos realizados sem algum tipo de esforço.

O que é e significa conquista, sem dúvida, pode variar de uma pessoa para outra. Pode ser uma promoção no trabalho pra você. Pode ser uma viagem bacana todas as férias pra mim. Pode ser o recorde mundial quebrado para o nadador. O que importa é que, se tem valor, se traz orgulho de si mesmo, não vem fácil. Requer dedicação, escolhas. Também apoio e compreensão daqueles que nos cercam são essenciais. E vamos apoiar e compreender quem amamos e criar um círculo virtuoso que volta essa energia bacana pra gente. Deixa pra lá quem só sabe te colocar pra baixo. Porque uma coisa é a crítica construtiva de quem deseja nos ver bem. Outra é quem não se acha bom o suficiente e precisa diminuir e abalar as pessoas pra se sentir com algum “poder”. Compreenda isso e separe as coisas.

Duas propagandas referentes aos Jogos Olímpicos são exemplos bonitos de que sim, vamos querer desistir muitas vezes, questionar se compensa o esforço, a pressão. Faz parte. Mas lá na frente vem a felicidade de perceber que deu certo. Aliás, tem muita propaganda bacana sobre os Jogos do Rio, heim?! Uma melhor que a outra! Olhem nesse link aqui: https://goo.gl/OxuaIE

Mas eu destaco a da Gilette, com as dificuldades que os atletas enfrentam para alcançar precisão e resultados (https://goo.gl/JMJ2tF). E também a propaganda da P&G, mostrando como as mães de atletas fizeram toda diferença, dizendo que eles eram capazes e que tudo ficaria bem (https://goo.gl/RuoIn6).

E se depois de assistir esses dois vídeos você ainda não tiver se convencido de que sim, é possível superar os obstáculos e transformar em verdade o que vai mais forte dentro do seu coração, vê esse aqui, ó: https://goo.gl/zT7IX5. Simplesmente, para de reclamar e crie um plano para que as coisas mudem e sejam o que você deseja. Chame os amigos para ajudarem, procure cursos que o permitam olhar para dentro de si e entender como melhorar, busque respostas na terapia. Faça as mudanças, seja uma versão melhorada de si mesmo. Não desista de você e dos seus sonhos. Os atletas provam que é possível. Não vem fácil. Mas chega.

Crédito da imagem: P&G

Anúncios

2 respostas em “Não vem fácil

  1. E eu estou aqui quietinha, sem muito tempo para ler seus artigos, quando decido parar e ler esse e… você me dá aquele chacoalhão, me coloca de volta na reta dos meus objetivos e sonhos perdidos (ou abandonados). Ah e só você para conseguir colocar no papel um conteúdo desses de forma tão simples e eficaz. Muito obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s